loader image
“CONVERTEI-VOS E CREDE NO EVANGELHO” (Mc 1,15) – Por André Maria Nascimento, Barnabita

Iniciamos a Quaresma, tempo propício à penitência e oração; o novo Tempo Litúrgico começa com a Quarta-feira de Cinzas. Mas, qual o sentido deste dia?

Para os judeus, sentar-se sobre as cinzas era sinal de penitência, não obstante, a nós cristãos, a tradição de impor as cinzas nos remete a comunidade cristã primitiva com o significado também penitencial. Este sacramental, deve-nos conduzir ao arrependimento dos nossos pecados, fazendo-nos lembrar que somos pó (Gn 3, 19).

 

O ato marcante do dia está na distribuição das cinzas aos fiéis, que pode ser recebida por todos os presentes durante a Santa Missa. As cinzas devem nos levar a uma profunda reflexão seguida de uma mudança em nossa vida. A própria Igreja nos diz que [1]“O começo dos quarenta dias de penitência, no Rito romano, caracteriza-se pelo austero símbolo das Cinzas, que caracteriza a Liturgia da Quarta-feira de Cinzas […]Deve-se ajudar os fiéis, que vão receber as Cinzas, para que aprendam o significado interior que este gesto tem, que abre a cada pessoa a conversão e ao esforço da renovação pascal”.

Seguindo a tradição e orientação, as cinzas utilizadas neste dia são dos restos dos ramos abençoados no Domingo de Ramos do ano anterior. É com as palavras “Lembra-te de que és pó e ao pó voltarás” ou “Convertei-vos e crede no Evangelho”, que recebemos as cinzas e aceitamos o projeto salvífico de Nosso Senhor por meio da conversão. Em outras palavras, é viver num mundo que passar, abraçando as coisas que são eternas.

Nesta Quarta-feira de Cinzas, participe das celebrações na Basílica Santuário de Nazaré. Confira:

Manhã: 7h e 8h30

Tarde: 12h e 18h

Faça a sua doação

Para a modernização dos equipamentos de transmisão da SANTA MISSA

Share This