Domingo, 12ª semana TC: Reflexão do Evangelho

Reflexão do Evangelho – Lucas 9,18-24

A vocação do cristão

Por Padre Ferdinando Maria Capra, CRSP

Na perícope do evangelho de hoje, vemos repetido o ensinamento do evangelho da quinta-feira depois das Cinzas. Era então o início da catequese dirigida aos catecúmenos, para que soubessem a quem estavam para dar a sua adesão de fé. Doutrina árdua de ser compreendida. Isto nos é indicado pela proibição de Jesus de revelar a todos que ele era o Messias. O compromisso do cristão é aquele de seguir Jesus, carregando a sua cruz. Nós, agora, o compreendemos plenamente, após termos sido instruídos seja pela Quaresma como pelo Tempo Pascal. Quem nos ensina é o Senhor da Igreja, “o Filho constituído em poder, pela sua ressurreição dos mortos, em Espírito de santidade” (Rm 1,4). O seu triunfo nos conforta. Sabemos que se trilharmos o seu caminho, chegaremos à mesma glorificação.

O ensinamento de Jesus é seguro. O nosso modelo é a sua humanidade, que ele levou à perfeição pela obediência até a morte e morte de cruz. O sentido do seu ensinamento nos é explicado por Rm 12,1: “Eu vos exorto, irmãos, que ofereçais os vossos corpos em sacrifício espiritual, agradável a Deus”. Os seus mandamentos são a nossa cruz. Mas eles não são pesados, porque permitem o nosso crescimento, enquanto nos livramos das amarras das concupiscências da carne, da cupidez do ouro e da soberba da vida. Reinando em nós a Lei do Espírito, vivemos a nossa comunhão com Deus, porque conhecemos e estamos no Verdadeiro, a Vida. Gl 2,20 comenta esta verdade: “Minha vida eu a vivo na fé daquele que me amou e se entregou por mim”.

Temos que dar valor aos ensinamentos de Jesus porque estão sendo ditados por ele enquanto os vive, caminhando para Jerusalém para ser entregue à morte. A forma melhor de celebrá-los é a Missa, memorial que Jesus instituiu. Confortados pela graça que o alimento do seu corpo nos oferece, nos animamos sempre mais a viver e andar como ele andou.

Padre Ferdinando Maria Capra pertence à Ordem dos Clérigos de São Paulo (Barnabitas) e serve no Rio de Janeiro (RJ).