loader image
Fiéis Defuntos: dia de reflexão e oração pelos entes queridos

A nova vida, recebida no Batismo, não está sujeita à corrupção nem ao poder da morte. Para quem vive em Cristo, a morte é a passagem da peregrinação terrena à pátria do Céu, onde o Pai acolhe a todos os filhos, “de toda nação, raça, povo e língua” (Apocalipse 7,9).

Após a Festa de Todos os Santos, acontece neste dia 02 de novembro a solenidade do dia de Todos os Fiéis Defuntos. Este é o momento propício à reflexão e oração em memória de entes queridos, a fim de que encontrem a plenitude diante a face de Deus.

A morte não é o fim, para a igreja ela significa o começo de uma vida nova ao lado de Deus na Glória celeste; Este que acolhe a todos os seus filhos e filhas. A liturgia da celebração em questão reforça essa certeza: “E esta é a vontade daquele que me enviou: que eu não perca nenhum daqueles que ele me deu, mas os ressuscite no último dia. Pois esta é a vontade do meu Pai: que toda pessoa que vê o Filho e nele crê tenha a vida eterna. E eu o ressuscitarei no último dia”. (Jo 6,39-40)

Desde os primeiros séculos, os cristãos já visitavam os túmulos dos mártires para rezar por eles e por todos aqueles que um dia fizeram parte da comunidade primitiva. No século XIII, o dia dos fiéis defuntos passou a ser celebrado em 02 de novembro, já que no dia 01 de novembro era comemorada a solenidade de todos os santos.

Em momento algum os fiéis defuntos devem ser esquecidos, a ligação que conectam a igreja celeste com a igreja terrena vai muito além da presença física, ela é espiritual. Por isso se deve sempre manter as orações pelas almas dos falecidos, para que no final todos se encontrem perante a ressurreição. Sobre essa relação, o Papa João Paulo II fala que “… os vínculos de amor que unem pais e filhos, esposas e esposos, irmãos e irmãs, assim como os ligames de verdadeira amizade entre as pessoas, não se perdem nem terminam com o indiscutível evento da morte. Os nossos defuntos continuam a viver entre nós, não só porque os seus restos mortais repousam no cemitério e a sua recordação faz parte da nossa existência, mas sobretudo porque as suas almas intercedem por nós junto de Deus” (02/11/94).

Na Basílica Santuário de Nazaré, o dia todo será dedicado às celebrações em memória de Todos os Fiéis Defuntos com transmissão ao vivo pelo youtube e facebook.

Confira os horários de missas no santuário da Rainha da Amazônia:

Santa Missa: 7h, 8h30, 12h e 18h.

Texto: Karol Coelho – ASCOM Basílica santuário de Nazaré

Faça a sua doação

Para a modernização dos equipamentos de transmisão da SANTA MISSA

Share This