Segunda-feira, 10ª semana TC – Maria Mãe da Igreja: Reflexão do Evangelho

Reflexão do Evangelho – João 17,20-26

O compromisso do cristão

Por Padre Ferdinando Maria Capra, CRSP

A maternidade divina, vivida na fé, esperança e caridade, permite que Jesus constitua Maria “Mãe da Igreja”. As aparições em Guadalupe, Lourdes e Fátima especificam esta sua função. A Igreja, a ela entregue na pessoa do discípulo amado, confiante, a invoca porque reconhece que o Santo nela “operou maravilhas”. É segundo esta sua condição que pode dizer aos servos, nas bodas de Caná: “Fazei tudo aquilo que ele vos disser”. A mediação da Mãe de Jesus é de tal forma eficaz que provoca o primeiro sinal daquela que será a Glória divina manifestada na ‘hora’ marcada pelo próprio Deus, momento em que o Cordeiro “que venceu” desposa a sua Igreja que lavou com o seu sangue (Ef 5,26).

Padre Ferdinando Maria Capra pertence à Ordem dos Clérigos de São Paulo (Barnabitas) e serve no Rio de Janeiro (RJ).