Segunda-feira, 13ª semana TC: Reflexão do Evangelho

Reflexão do Evangelho – Mateus 8,18-22

  Radicalizar é preciso

Por Padre Ferdinando Maria Capra, CRSP

Ao escriba que lhe dá a sua adesão de fé, Jesus apresenta, na condição de Mestre e Guia, como modelo a ser imitado, a sua própria pessoa que, com determinação, vai percorrendo o caminho da sua plena realização. O discípulo precisa optar por uma condição radical que, todavia, Jesus sustentará com a sua oração e com todos os cuidados necessários (cf. Jo 17,12).

O Caminho está traçado pelo seu exemplo. Tudo deve ser consagrado em vista da implantação do Reino de Deus. Jesus tipifica o desprendimento total com um dito proverbial que quer ressaltar o sentido do seu seguimento. O reino de Deus tem que estar sempre em primeiro lugar, tão grande é a sua importância (6,33). Sepultar os mortos é uma obra de misericórdia que deve ser praticada. O discípulo de Cristo, todavia, não pode permitir que o afeto pelos familiares o remova do seu propósito de seguir Jesus. O seu gesto de devoção filial deverá refletir as suas convicções de verdadeiro discípulo de Cristo Jesus.

Padre Ferdinando Maria Capra pertence à Ordem dos Clérigos de São Paulo (Barnabitas) e serve no Rio de Janeiro (RJ).