loader image
Sinos da Basílica irão passar por manutenção

O conjunto de sinos eletrificados mais antigo do Brasil irá receber cuidados

Um dos principais ícones da capital paraense, os sinos da Basílica Santuário de Nazaré, que diariamente entoam “Vós sois o lírio mimoso”, receberão a partir desta semana uma minuciosa manutenção. O serviço será executado graças ao patrocínio da empresa Amorosa, pela doação do proprietário João Barros.

A manutenção do campanário tem como objetivo, manter parte do patrimônio histórico do complexo que envolve a Basílica de Nazaré, assim como a tradição de Belém.

Em reunião com o administrador das Obras Sociais de Nazaré (OSPAN), Padre    José Maria Ramos e equipe de segurança do trabalho, o engenheiro elétrico Sérgio Zanini, que executará o serviço, acertaram os últimos detalhes.

A reforma do conjunto de nove sinos será feita pela empresa RSR Carrilhões, especializada em sinos e relógios. Segundo o engenheiro elétrico Sérgio Ricardo Zanini, o trabalho é especial e gratificante: “Me sinto bem fazendo esse trabalho para as Igrejas. O sino é muito importante. Antigamente eram os sinos que avisavam tudo. Quando tinha uma guerra, por exemplo, era o sino que avisava a comunidade, então se costuma dizer que o sino é a voz da Igreja”.

Dos nove sinos existentes na Basílica, o maior deles fica na torre à direita, e pesa 2,8 toneladas, medindo 1,80 metro de diâmetro e cerca de 2, 5 metros de altura.

De acordo com engenheiro elétrico, o serviço requer cuidado e atenção a cada peça: “Será feita uma revisão na parte elétrica como os motores elétricos, martelos elétricos e nos dois painéis de comando para eliminar os defeitos que com o tempo de funcionamento vão acontecendo. Também haverá a fixação dos badalos, revisão e ajuste geral porque é tudo preso com couro. Além da pintura geral de toda estrutura e lubrificação de todo equipamento”, explicou.

Cada sino tem a imagem e o nome de um padroeiro, simbolizados em notas musicais:

LÁ: São José

MI: Sagrado Coração de Jesus

RÉ: Imaculada Conceição

FÁ: São Miguel

SOL: São Gabriel

SI: São Joaquim

DÓ: Sant´Ana

RÉ: Santa Rosa de Lima

RÉ: Santa Isabel

Os irmãos e proprietários da Amorosa:: João Roberto Barros e Jacqueline Xavier

João Roberto Barros, proprietário da empresa que ofertou o serviço à Basílica Santuário, destaca o sentimento de gratidão de todos que fazem a Amorosa em participar da manutenção do Santuário da Rainha da Amazônia: “Sempre norteamos a administração e o dia a dia da empresa para que esta fosse um local cristão, tanto no trato com os clientes, quanto com funcionários, fornecedores e prestadores de serviço, mas acima de tudo no suporte às obras de caridade e na construção da igreja enquanto corpo de Cristo na terra. Portanto, o sentimento não é pessoal meu e sim de todos da Amorosa que receberam a graça de poder patrocinar este grande ícone de louvor à Nossa Senhora de Nazaré”.

A previsão é de que o serviço seja concluído em até 30 dias.

 

Texto: Aline Andrade – ASCOM Basílica Santuário de Nazaré

 

Faça a sua doação

Para a modernização dos equipamentos de transmisão da SANTA MISSA

Share This