Círio 2019: Carros do Círio carregam os frutos das promessas à Virgem de Nazaré

Cerca de 3.000 pessoas participaram da procissão dos 13 carros que integram o Círio de Nazaré, sendo quatro exclusivamente para transportar crianças vestidas de anjos

São muitas as circunstâncias que levam as pessoas a fazer uma promessa a Nossa Senhora de Nazaré. É possível avaliar a diversidade das súplicas pelo número de carros que, no dia do Círio, recebem os objetos frutos do agradecimento dos fiéis por todas essas graças alcançadas. Além da Berlinda, são 13 carros que participam da grande procissão religiosa, sendo quatro exclusivamente para transportar as crianças cujos familiares prometeram vesti-las de anjos no Dia do Círio.

Como já está se tornando mais uma tradição do Círio, na última quarta-feira, 09, todos os carros do Círio foram expostos durante o dia inteiro em frente à Basílica Santuário de Nazaré e à noite foram transportados para o galpão da Companhia Docas do Pará (CDP), num trajeto que, segundo a Diretoria da Festa, tem tudo para se tornar mais uma das romarias do Círio, já que a cada ano aumenta a participação dos fiéis.

Com homenagens de devotos e moradores das ruas por onde passou, a procissão dos Carros do Círio percorreu um trajeto de cerca de quatro quilômetros em seu deslocamento, saindo da calçada da Basílica Santuário pela Avenida Nazaré, Travessa 14 de Março, Rua Antônio Barreto, avenidas Doca de Souza Franco e Marechal Hermes e chegando ao armazém da CDP, onde os carros ficarão abrigados até o próximo domingo.

CORTEJO

Esse ano, com um público estimado de 3.000 pessoas, a saída da procissão dos Carros do Círio foi precedida por um momento de oração, ritual que seu repetiu em sua chegada ao galpão da Companhia Docas do Pará. O cortejo dos carros contou com a participação dos Diretores da Festa e da Guarda de Nazaré e teve o apoio da Semob, Guarda Portuária, Polícia Militar, Guarda Municipal e Cruz Vermelha.

A procissão foi integrada pelos seguintes carros: Carro de Plácido, Barca dos Escoteiros, Barca Nova, quatro Carros dos Anjos, Cesto de Promessas, Barca com Velas, Barca Portuguesa, Barca com Remos, Carro Dom Fuas e Carro da Sagrada Família.

TRADIÇÃO

Já são 214 anos de história. A tradição dos Carros do Círio teve origem no ano de 1805, quando foi introduzido o primeiro carro – de Dom Fuas Roupinho –, a pedido da Rainha de Portugal, Dona Maria I. Esse carro faz referência ao milagre ocorrido em terras lusitanas em 1182, quando Dom Fuas foi salvo de um precipício com seu cavalo, graças à intercessão de Nossa Senhora de Nazaré. É importante lembrar que o carro do fidalgo português antecedeu à incorporação da Berlinda da Santa no Círio, pois nessa época a imagem era conduzida em uma espécie de pequeno andor.

Texto: Emiliana Costa

Fotos: Sidney Produções