SANTO ANTONIO MARIA ZACCARIA

Nasceu em 1502 em Cremona. Ele tinha dois anos quando seu pai de nome Lazzaro  faleceu e sua mãe Antonieta Pescorali, viuva com 18 anos devotou-se ao seu único filho.

Ele estudou medicina em Pádua e formou-se com 22 anos. Trabalhando entre os pobres de Cremona ele sentiu-se chamado para  a vida religiosa. Deu tudo que tinha para a sua mãe e trabalhou como catequista e foi ordenado aos 26 anos.

Em Milão junto com dois companheiros, funda a Ordem dos Clérigos Regulares de São Paulo, recebendo a aprovação do Papa Clemente VII em 18 de fevereiro de 1533. ele estabeleceu a congregação Sociedade dos Clérigos de São Paulo  ( Barnabitas)e as Angélicas de São Paulo (irmãs não enclausuradas)

Além dos Barnabitas, Sto. Antonio Maria Zaccaria fundou a Congregação das Irmãs Angélicas de São Paulo, numa profética intuição, as primeiras Religiosas de vida ativa na história da Igreja. Organizou ainda o Grupo dos Casais de São Paulo (hoje chamados Leigos de São Paulo), uma primeira (e também profética) experiência de valorizar o trabalho pastoral dos Leigos na Igreja. Essas inovações promovidas por ele não puderam ter continuidade naqueles tempos. Assim a Família Zaccariana é composta de três Grupos: Sacerdotes e Irmãos Barnabitas, Irmãs Angélicas e Leigos de São Paulo.

Em um missão de paz Antônio ficou doente  e morreu  na casa de sua mãe. Faleceu  no dia 5 de julho  de 1539 e foi canonizado em 27 de março de 1897 pelo Papa  Leão XIII.

Sua festa é celebrada no dia 5 de julho.