As reuniões serão feitas diariamente, com a presença obrigatória de todos os clérigos e leigos, os quais, em comum e, pelo espaço de pelo menos uma hora, falarão sobre: a extirpação das raízes dos vícios (pecados); o modo de adquirir as virtudes verdadeiras e reais e não as fantásticas; o auxílio da Providência de Deus e dos anjos,  os enganos do demônio; a perfeição da vida e o máximo das virtudes.

Reflitam ainda: sobre as causas e ocasiões pelas quais os bons costumes se corrompem e surgem os maus; que sinais precedem a ruína ou o nascimento dos bons costumes e dos maus; quais os bens que geram as boas inclinações e quais males nascem das más inclinações; quais as causas do fervor ou da tibieza, quais as suas características e o grau a que chegam; quais as causas do desejo ardente ou da esterilidade da mente, como também da sua divagação ou da sua estabilidade. Dessa maneira, vocês podem e devem tratar de muitas coisas, defini-las e determiná-las com precisão, porque encontrarão grande utilidade nelas.

Digo mais: de vez em quando, nas reuniões, – se houver necessidades – vocês podem estudar a vantagem da República Cristã e, principalmente, dos costumes e do que se relaciona com a pura honra de Cristo.

Não deixem, de modo algum, que as reuniões caiam em sutilezas, considerando os costumes de forma genérica, mas se atenham ao estudo dos costumes em particular e não deixem que a conversação descambe para um estilo acadêmico, inconsistente. Antes, que ela tenha um tom de palestras persuasivas, segundo o método dos Santos Padres, evitando toda superficialidade e palavras rebuscadas.

Não entrem em disputas de jeito nenhum e, se acharem útil, ouçam, ainda, o parecer dos mais jovens e simples, os quais, se talvez, falarem fora de propósito e sem habilidade, não devem ser desprezados por nós; pelo contrário, sejamos caridosos com eles e reconheçamos que o que temos não é nosso.

Por isso, tudo o que for concluído e estabelecido pelos mais velhos, não em idade, mas em vida santa, escrevam-no num livro. E, se estiverem de acordo, façam reuniões sobre o mesmo assunto, duas ou mais vezes, até que ele fique bem esclarecido. E, após algum tempo, vocês podem reler o que foi escrito antes e, conforme a ocasião, acrescentar mais alguma coisa.

Fiquem sabendo, irmãos, que toda vez que vocês se descuidarem dessa santa reunião, tudo cairá em decadência, mas se continuarem a realizá-la, não por hábito, mas com carinho e boa vontade, todas as coisas serão prósperas para vocês.