26º Dia Mundial da Vida Consagrada é celebrado na Basílica Santuário de Nazaré

As congregações religiosas que compõem a Arquidiocese de Belém participaram nesta quarta-feira (02) da Santa Missa, na Basílica Santuário de Nazaré, em celebração ao 26º Dia Mundial da Vida Consagrada. A celebração foi presidida por Dom Alberto Taveira Correa.

Durante a procissão de entrada, os representantes das comunidades carregaram uma vela que simbolizou a renovação dos votos de promessas professados no início da vida religiosa.

Na homilia, o sacerdote ressaltou que a representação da luz fosse tal qual a presença destes evangelizadores durante as missões dos seus propósitos. “Que vocês sejam portadores dessa luz. Onde quer que cheguem levem a luz do evangelho. Sejam a luz do mundo. Levem a  firmeza e a coragem de serem parecidos com Jesus Cristo, pela intercessão de Nossa Senhora de Nazaré”, disse.

Vida Consagrada: nosso estilo de vida, uma terapia espiritual para os males de nosso tempo

Em vista do Dia Mundial da Vida Consagrada, a ser celebrado neste 2 de fevereiro, a Confederação dos Religiosos da América Latina e do Caribe (CLAR) enviou uma mensagem aos religiosos e religiosas: “Que por meio do nosso testemunho evangélico, a presença de Cristo, luz dos povos, brilhe na Igreja e ilumine o mundo”.

“Monges e monjas, contemplativas e contemplativos, religiosos e religiosas dedicados ao apostolado, membros de institutos seculares e sociedades de vida apostólica, virgens consagradas e eremitas, com a nossa existência damos testemunho do amor de Cristo em todos os campos da vida eclesial e social. Nosso estilo de vida e a busca do Absoluto representam uma terapia espiritual para os males do nosso tempo.”

É o que diz a Confederação dos Religiosos da América Latina e do Caribe (CLAR) na mensagem enviada aos religiosos e religiosas para o Dia Mundial da Vida Consagrada, que se celebra nesta quarta-feira, 2 de fevereiro.

No texto divulgado pela Agência Fides, é destacado que o tempo presente é marcado por incertezas e que a vida consagrada tenta dar “respostas às muitas perguntas que nos cercam. Estamos inaugurando e aprendendo um novo modo de ser Igreja, do traço sinodal, que nos impele a recuperar a profecia, tendo o Evangelho como única regra de vida”.

Nesta ocasião, os religiosos e as religiosas das suas comunidades renovam a sua consagração a Deus e saem com a luz do Evangelho para encontrar o Senhor e seus irmãos e irmãs. “É hora de nos colocarmos a serviço da humanidade, de abandonar qualquer abuso – continua CLAR -, de estabelecer relações sinodais…. É a hora de caminhar em minoridade com o povo, de motivar a dinâmica de colaboração e corresponsabilidade, de articular a participação de todos, de aprender a viver em proximidade”.

A vida consagrada nos últimos anos percorreu caminhos de “aprofundamento, purificação, comunhão e missão”, sublinha o texto. “O processo sinodal une-nos na escuta, na comunhão, na participação e na missão, para enriquecer a Igreja com as nossas virtudes e carismas, e para dar ao mundo o nosso jubiloso testemunho de entrega total ao Senhor”.

A Primeira Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe reconheceu que a CLAR há muito ajuda a gerar uma crescente mentalidade e prática da sinodalidade na Igreja. Este reconhecimento confirma o compromisso da vida consagrada em promover o diálogo entre bispos, sacerdotes, diáconos, religiosos e leigos, “para compartilhar, criar confiança e desenvolver compromissos comuns diante dos problemas da vida, tendo um só coração e uma só alma orientados para Deus”.

“Nesta festa da Apresentação do Senhor – conclui a mensagem – renovamos nosso agradecimento a Deus pelo dom da vida consagrada, que o Espírito suscitou na Igreja, e o convite a renovar nosso compromisso de seguir Cristo, obediente, pobre e casto. Que por meio do nosso testemunho evangélico, a presença de Cristo, luz dos povos, brilhe na Igreja e ilumine o mundo”.

(Vatican News e Agência Fides)

Faça a sua doação

Para a modernização dos equipamentos de transmisão da SANTA MISSA