5ª Domingo da Páscoa: Reflexão do Evangelho

Reflexão do Evangelho – João 13,31-33a.34-35

O Caminho da glorificação

Por Padre Ferdinando Maria Capra, CRSP

Após a saída de Judas do Cenáculo, Jesus anuncia à sua Igreja, que vive purificada por acolher a sua palavra, o caminho da glorificação. Para isto, apresenta a sua glorificação, na condição de Filho do Homem. Ao atuá-la na sua plenitude, obediente até à morte e morte de cruz, Jesus glorifica o Pai levando à sua plena realização o seu Desígnio. O Homem Cristo Jesus, o Adão criado à imagem e semelhança de Deus, alcança a sua condição definitiva. A forma é surpreendente. A humanidade assumida é associada à Glória da Vida Trinitária. Os fiéis da Igreja, tornados seus irmãos, são arrastados na mesma condição, porque tornados filhos adotivos em Jesus Cristo. (Efésios 1,5).

Para usufruir das vantagens que a glorificação do Filho do Homem alcança, exige-se o cumprimento do mandamento do amor aos irmãos. O fiel deve “andar como Cristo Jesus andou” (1João 2,6). A santificação é, portanto, a condição que o fiel cria quando ama como Jesus nos amou. É por isto que Paulo exclama: “Completo na minha carne o que falta à paixão de Cristo, em prol da Igreja, seu corpo”. Enquanto não tropeçamos, porque vivemos o amor ao irmão, tornamos possível a manifestação da glória divina em nós e exercemos a nobre função de instrumentos de santificação dos outros membros da Igreja, segundo a nossa específica vocação.

 

Padre Ferdinando Maria Capra pertence à Ordem dos Clérigos de São Paulo (Barnabitas) e serve no Rio de Janeiro (RJ).