Confira o novo comunicado da Arquidiocese de Belém sobre o decreto contra a Covid-19:

A Arquidiocese de Belém tornou público, por meio de comunicado oficial do Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, na sexta-feira (03), que continuará adotando as medidas cabíveis para coibir a proliferação do Coronavírus.

Por meio do comunicado o Arcebispo reforçou o pedido que a Igreja Católica tem feito desde o início das mobilizações dos órgãos competentes, para que seus fiéis cumpram rigorosamente as determinações, pelo bem comum de todos.

A partir de hoje, dia 06 de dezembro, pela publicação do decreto do Governo do Estado do Pará, decreto nº 2044 de 03/12/2021, publicado no Diário Oficial do Estado, as igrejas passam a ter o limite máximo de ocupação dos templos. Ainda sim, todos os cuidados adotados até o momento continuam acontecendo, seja pelo uso de máscaras, álcool em gel, limpeza constante dos ambientes, entre outros.

No entanto, a Igreja Católica não tem poder fiscalizador para policiar quem anda ou não com a carteira de vacinação, sendo assim, faz o seu papel de reforçar à todos a importância, o dever de responsabilidade e a consciência que todos sigam os apelos das autoridades competentes, segundo as orientações postas no decreto.

É importante lembrar que de acordo com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e com a lei N° 9.147 sancionada pelo Governo do Estado do Pará, no dia 23 de novembro de 2020, determina que as atividades religiosas sejam reconhecidas como essenciais no Estado.

 

Texto: Arquidiocese de Belém

Faça a sua doação

Para a modernização dos equipamentos de transmisão da SANTA MISSA