Guarda de Nazaré realizou manhã de espiritualidade para coordenadores e supervisores

A Guarda de Nazaré (GN) da Basílica e Santuário em Belém/Pará é um grupo que congrega entorno da devoção à Virgem Maria mais de dois mil homens. Desde 1974, vem crescendo e, indubitavelmente, é meio de engajamento fecundo de varões na obra de Deus.

O estatuto da GN diz que o critério para ser membro é que deve ser varão e católico, observante aos preceitos de sua Igreja. Em efeito, para que tal princípio possibilite uma inserção intensa e consciente ao movimento, amiúde se promovem momentos de oração e formação organizados pela equipe de evangelização, com o apoio da coordenação geral e do Reitor do Santuário.

Tudo isso permite ao Guarda tornar realidade em sua vida aquilo que o Servo de Deus Dom Eliseu Maria Coroli rezava: “Mamãe quero alegrar teu coração nesta hora, especialmente, com meus afetos, minhas palavras e meu sorriso”. Concretamente, como entender essa oração e conectá-la com a missão da GN? Eis a resposta:

Mamãe: nós fomos, misticamente, gerados por Maria em seu coração quando Cristo a entregou como mãe da humanidade (Jo 19,26). O GN deve ter um aflorado sentimento filial a Nossa Senhora; deve ter consciência disso e buscar viver os frutos de uma santa intimidade entre mãe e filho.

Quero alegrar teu coração: alegrar o coração de Maria implica seguir seu exemplo, fazer-se servo do Senhor (Lc 1,38). É escutar a voz de Maria que, sapientemente, diz para fazermos tudo o que Jesus disser (Jo 2,5).

Afetos: com Maria e como Maria ter os mesmos sentimentos de Cristo (Fl 2, 5). Isto é, cristificar nossos afetos, para que nossos laços de fraternidade se fortaleçam, criando em nós e entre nós um amor maduro.

Palavras: é crucial lutar para que só saiam de nossa boca palavras que edifiquem (Ef 4,29). Permitir que nossos lábios proclamem palavras fecundas que nos ajudem a edificar um mundo melhor.

Sorriso: ato externo que sinaliza uma alegria interior de valor imensurável, difícil de expressar em palavras. Essas bem-aventuranças são prelúdio dos gáudios da vida eterna.

À luz do supracitado, no dia 16 de janeiro de 2022, na Casa de Plácido, uma iniciativa inédita enriqueceu o domingo da Paróquia de Nazaré: fez-se uma manhã de espiritualidade com os supervisores e diretores da Guarda e suas respectivas esposas. Às 7h30, acolheram-se os participantes. A Abertura solene do evento se deu às 8h. Às 8h20, o Casal Darlan e Dayana ministrou o tema: “Eu e minha casa serviremos ao Senhor” (Josué 24, 15). O diácono Baraúna falou, às 9h20, sobre “Casal que serve a Deus e ao próximo” (1 Cor13,4-8). Por fim, Padre Cavalcante explanou o tema: “A liderança no ambiente cristão e a importância da intercessão”. Na ocasião, entre Guardas e esposas, totalizamos a participação de 111 pessoas.

À Guarda de Nazaré, nossos sentimentos de muito êxito em sua missão.

 Fotos: Salim Wariss – Ascom Guarda de Nossa Senhora de Nazaré

Texto: Padre Francisco Maria Cavalcante

 

 

 

 

Faça a sua doação

Para a modernização dos equipamentos de transmisão da SANTA MISSA