Padre Francisco Maria Cavalcante é o novo reitor da Basílica Santuário de Nazaré

Aos 33 anos de idade e quatro anos de ordenação sacerdotal, o Padre Barnabita, Francisco Cavalcante, é o novo Reitor da Basílica Santuário de Nazaré. A Cerimônia de posse, aconteceu neste domingo (23), e foi conduzida pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa.

Agora, o sacerdote atua como Pároco de Nazaré e Reitor do Santuário da Rainha da Amazônia!
Confira, na íntegra, o discurso do Padre:

23 de maio de 2021, Belém PA

Posse do novo Reitor da Basílica e Santuário de Nazaré

Aos devotos de Nossa Senhora de Nazaré,

Graça e paz!

Deus nos conduz por vias que, por vezes, custa-nos de imediato entender. Em efeito, foi assim com Maria, quando o Anjo lhe comunica o projeto de Deus. Sua primeira reação manifesta surpresa e uma natural dificuldade de abarcar na integralidade o que lhe pediam: Como acontecerá isso?, (Lc 1, 34) disse a Jovem de Nazaré; o Anjo responde: “O Espírito Santo virá sobre Ti…( Lc 1, 35)”,  Maria, não parou na dúvida, entendeu o essencial (Deus é soberano, fiel, providente, é amor; quem o segue não se arrepende). Maria, por conseguinte, refez todos seus projetos de vida, acatando a cadência dada por Deus. Com sua resposta, deu-nos um resumo da teologia vocacional: “Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a Tua palavra” (Lc 1, 38).

Acompanhando a história dessa jovem, vemos que Deus nunca a abandonou. Cuidou de todos os detalhes e a Menina de Nazaré, atenta aos sinais do seu Senhor, deixou-se conduzir. Contemplando-a, vejo que se permitirmos que a vontade do Senhor prevaleça sobre as nossas, o amor de Deus levar-nos-á a experimentar coisas de valor imensurável. Por isso, decidi aprender com Ela a forma justa de ser de Deus e viver para Deus. Entrei na “escola de Maria” para beber de sua pedagogia, da obediência e do amor.

Três nomes perpassam o carisma da Ordem religiosa de que faço parte: Paulo, pois canonicamente somos chamados Clérigos Regulares de São Paulo; Maria, pois em nossa família religiosa acrescentamos esse nome ao nosso nome de batismo para expressar nosso desejo de nos colocar nos braços de Nossa Mãe do céu; Barnabita, apelido que o povo carinhosamente nos deu, já nos primórdios da história de nossa Ordem religiosa. Pois bem, apelo à etimologia desses três nomes para expressar meus anelos nesse período que caminharemos juntos:

Paulo significa “o menor”, “pequeno”;

Maria significa “a amada”, “escolhida”;

Barnabita significa “filho de consolação”.

Coloco-me diante de vocês como “o menor” entre os irmãos. Ciente de ser “amado” por Deus e não ser merecedor de tantas dádivas Dele recebida, rogo ao meu Senhor a graça necessária para me deixar conduzir por esse amor, para que, dessa forma, eu venha a ser na casa da Mãe de Nazaré um “filho de consolação”, que meu ministério leve consolo a todos aqueles que Deus me confiar.

Destarte, finalizo essa partilha rezando a singela jaculatória mariana, autoria de Dom Eliseu, um Barnabita gigante na vida espiritual e no apostolado. Dirijo essas doces palavras à Virgem de Nazaré, mãe que me acolheu nessa casa:

Mamãe, quero alegrar teu coração nesta hora especialmente com meus afetos, minhas palavras e meu sorriso.

 

Nossa Senhora de Nazaré. Rogai por nós!

Servo de Deus Dom Eliseu Maria Coroli. Rogai por nós!

 

Att.

Padre Francisco Maria Cavalcante Júnior – CRSP

“O menor entre os irmãos” (PC)

 

Fotos: ASCOM Basílica Santuário de Nazaré

Faça a sua doação

Para a modernização dos equipamentos de transmisão da SANTA MISSA

Share This