Quarta-feira Santa: A determinação diabólica do traidor

Mateus 26,14-25

 

Apresenta-se, pela terceira vez, na Semana Santa, a figura de Judas. Determinado a entregar Jesus, este apóstolo mostra qual será o destino daqueles que, levados pelo desânimo “crucificam novamente o Filho de Deus e o expõem a injúrias” (Hebreus 6,6). Aquele que se revelou paciente, enquanto anunciava a sua morte e a sua traição, será para os judas o Filho do Homem, a Glória de Iahweh que veio para destruir a cidade terrena. Os seus anjos os lançarão “no grande lagar do furor de Deus” (Apocalipse 14,19).

A ganância que, nos diz Paulo, é uma idolatria (Cl 3,5), torna o homem perverso, cínico e falso.

Texto: Padre Ferdinando Maria Capra, CRSP

Faça a sua doação

Para a modernização dos equipamentos de transmisão da SANTA MISSA