Quinta-feira, 5ª Semana da Páscoa: Reflexão do Evangelho

Reflexão do Evangelho – João 15,9-11

A vida dos ramos da Verdadeira Videira 

Por Padre Ferdinando Maria Capra, CRSP

O fiel não pode frustrar o amor que Jesus tem por ele e que declarou quando disse ser o Bom Pastor pronto em dar a sua vida por aqueles que o Pai quer lhe entregar. Permanece em plena comunhão com Ele aquele que, movido pelo Espírito da Verdade, vive segundo os mandamentos de Cristo Caminho, que o Pai ama “porque sua vontade sempre faz” (8,29). Como Jesus cumpriu a vontade do Pai entregando a sua vida, sabendo que isto lhe traria, pela sua santificação e em virtude da redenção que realizaria em favor dos seus, alegria, assim o discípulo experimentará a mesma alegria se conseguir viver a sua imolação em favor dos irmãos. No Espírito, com Cristo, estará em comunhão de vida com Deus.

Temos, nesta perícope, a explicação doutrinal daquilo que o evangelho de ontem nos apresentou como ensinamento do “Eu sou” pela alegoria da videira e dos seus ramos.

 

Padre Ferdinando Maria Capra pertence à Ordem dos Clérigos de São Paulo (Barnabitas) e serve no Rio de Janeiro (RJ).