Reflexão Quaresmal – Quinta-feira – 31 de Março

Quinta-feira, 4ª semana da Quaresma

 

João 5,31-47                   Os fundamentos da divindade de Jesus

 

O testemunho que Jesus dá de si, ganha a nossa confiança pelo fato que o Pai dá testemunho dele em virtude do Espírito que está com ele. João Batista, (v.33), reconhecido em Israel como “lâmpada que iluminava com sua chama ardente” (v.35), por sua vez, na qualidade de profeta “deu testemunho da verdade” (v.33).

Também, as obras que Jesus realiza, em nome do Pai, dão testemunho dele. Não ficam sem culpa os fariseus que não aceitam as curas que ele faz em dia de Sábado, enquanto “são as obras que o Pai me concedeu realizar” (v.36). Por causa disso, não conseguem ver que as Escrituras falam dele, particularmente Moisés que o anunciou como o profeta que viria depois dele e que deveria ser escutado (Deuteronômio 18,15).

Pela argumentação que Jesus desenvolve, nos é dado aprofundar o título que Jesus atribui a si mesmo de Filho do Homem. Ele resume os seus aspectos messiânico-divinos.

Texto: Padre Ferdinando Maria Capra, CRSP

Faça a sua doação

Para a modernização dos equipamentos de transmisão da SANTA MISSA