Reflexão Quaresmal – Terça-Feira 22/03

Terça-feira, 3ª semana da Quaresma

            Mateus 18,21-35    Perdoar as ofensas

Estamos diante de uma parábola que explicita o ensinamento de Cristo Jesus, sintetizado na invocação do “Pai nosso”. O perdão das ofensas é condição fundamental de comunhão de vida com Deus. A parábola expõe a gravidade da culpa de quem não perdoa as ofensas. Lc 6,36 formula o mandamento de Jesus dizendo que devemos ser “misericordiosos, como Deus é misericordioso”. Mt 5,44-45 explicita o conceito dizendo que, então, seremos “filhos de nosso Pai que está nos Céus”.

De fato, é dessa forma que somos santos como ele é Santo, porque amamos os nossos inimigos e rezamos por eles. Cristo, na cruz, nos dá o exemplo. Após esse seu supremo gesto de amor, conhece a glória de Deus. Por isso, deve-se perdoar sempre. É a partir desta condição inicial de santidade que, seguindo Cristo, caminho, realizamos a perfeição que ele nos sugere (Mt 5,48).

Texto: Padre Ferdinando Maria Capra, CRSP

Faça a sua doação

Para a modernização dos equipamentos de transmisão da SANTA MISSA