Sábado, 16ª semana do Tempo Comum

Reflexão do Evangelho – Mateus 13, 24-30

A parábola registra uma situação que será uma constante na vida da Igreja. Não obstante Deus tenha realizado tudo com perfeição pelo Filho, o mal se apresentará com os anticristos que “saíram do nosso meio, mas não eram dos nossos” (1Jo 2,19). O seu destino é o fogo, enquanto os que tiverem guardado intacta a fé herdarão, com Cristo, a vida eterna.

O desvio dos anticristos tem como origem a sua determinação de romper com a comunhão de fé com a Igreja apostólica; o que implica a perda da comunhão de vida, pelo Filho, com Deus Pai. As heresias despontam naqueles que, depois de terem abraçado a fé sob a ação do Espírito, negam ser o Cristo o Filho de Deus. Preferem seus vãos arrazoados a se ater ao que, pela fé, chegaram a conhecer. Esquecem-se da transcendência das verdades reveladas, julgando que a sua intuição humana lhes é superior.

Padre Ferdinando Maria Capra pertence à Ordem dos Clérigos de São Paulo (Barnabitas) e serve no Rio de Janeiro (RJ).