Segunda-feira, 4ª Semana da Páscoa: Reflexão do Evangelho

Reflexão do Evangelho – João 10,1-10

Por Padre Ferdinando Maria Capra, CRSP

A parábola visa ilustrar as características do verdadeiro pastor. É aquele que se apresenta e, da porta do aprisco, chama as ovelhas pelo nome. Estas o seguem, porque conhecem a voz. Guiadas por ele, chegam às pastagens, saindo do aprisco e a ele voltando em segurança. Os elementos da parábola permitem utilizar a porta do aprisco para ilustrar melhor as prerrogativas do bom pastor. O v. 5 é a chave de interpretação da parábola, tendo como ilustração o v.v. 27-30. Jesus, Um com o Pai, realizou o Desígnio do Pai na condição de Filho, ungido pelo Espírito. Os que se deixaram atrair pelo Pai, acolhendo as suas palavras, guardando-as no seu coração e seguindo-o, por ter em si a vida eterna, não se deixam desencaminhar por falsos pastores. O v. 9 ilustra a perspectiva final. O verdadeiro pastor, na condição de Filho do Homem elevado da terra, tornado Templo de Deus pela sua imolação, será a Porta para as pastagens eternas.

 

Padre Ferdinando Maria Capra pertence à Ordem dos Clérigos de São Paulo (Barnabitas) e serve no Rio de Janeiro (RJ).

Faça a sua doação

Para a modernização dos equipamentos de transmisão da SANTA MISSA