Sinos da Basílica Santuário de Nazaré completam 91 anos

O primeiro conjunto de sinos eletrificado do país é um dos maiores ícones que representam a devoção mariana na capital paraense.

O badalar do conjunto de sinos da Basílica Santuário de Nazaré marca a rotina de quem mora próximo à Igreja. Tornaram-se, ainda, mais um instrumento de evangelização àqueles que escutam as tradicionais melodias que ecoam as ruas da cidade. No dia 15 de junho, completam 91 anos desde a sua inauguração.

As peças são conhecidas por entoarem diariamente a canção “Vós Sois o Lírio Mimoso”, canto dedicado à Virgem de Nazaré, e relembrarem a emoção da Grande Festa da Rainha da Amazônia. Além disso, entoam, também, o histórico hino que compõe o rito da Santa Missa durante o Ato Penitencial: “Misericórdia, Senhor”.

Para complementar a beleza dos sinos, cada um traz o nome de padroeiro que corresponde a uma nota musical. Na peça maior: São José, e nos outros oito: O Sagrado Coração, a Imaculada Conceição, São Gabriel, São Miguel, São Joaquim e Santa Rosa de Lima, Sant´Ana e Santa Isabel.  

Foram produzidos pela empresa Barigozzi, de Milão e abençoados em 1930, por Dom Irineu Joffily. Segundo registros de livros sobre a história da construção da Basílica, os sinos foram consagrados no dia 15 de junho de 1930.

Texto e fotos: ASCOM Basílica Santuário de Nazaré

 

Faça a sua doação

Para a modernização dos equipamentos de transmisão da SANTA MISSA

Share This