loader image
Sinos da Basílica Santuário passam por manutenção

O campanário eletrificado mais antigo do Brasil recebe cuidados de especialistas

Prezando sempre pela conservação da Casa da Mãe de Nazaré, os Padres Barnabitas realizam durante o ano inteiro diversas ações de cuidado com o patrimônio. Um dos principais ícones da capital paraense, os sinos da Basílica Santuário de Nazaré que diariamente entoam “Vós sois o lírio mimoso”, estão recebendo uma minuciosa manutenção. O serviço tem como objetivo modernizar o sistema de comando do campanário, bem como manter viva a tradição e a voz da Igreja.

A reforma do conjunto de nove sinos é feita pela empresa RSR Carrilhões, especializada em sinos e relógios. Segundo o engenheiro elétrico Sérgio Ricardo Zanini, a manutenção é sempre necessária para a preservação das peças: “São sinos antigos, porém bem conservados, peças que são verdadeiras joias e precisam de cuidados específicos. Nos sentimos sempre honrados em realizar este cuidado na Casa de Nossa Senhora”.

A novidade desta manutenção foi a aquisição de um novo computador que comanda toda a estrutura que envolve o campanário. O equipamento de origem italiana foi desenvolvido especialmente para sistemas de sinos. Sergio explica a importância deste equipamento: “Este computador é o comando central do conjunto de sinos, através dele é possível ajustar relógios, toques das horas, melodias e os balanços. Por conta desta troca estamos refazendo todas as melodias que são habitualmente usadas”.

Além do investimento no novo computador, os Padres Barnabitas também promoveram a revisão de toda a parte mecânica e a pintura da estrutura.

Histórico

O conjunto de sinos de Nazaré é o mais antigo eletrificado do Brasil. Ao todo, são nove sinos que compõem o conjunto, o maior fica na torre direita, pesa mais de duas toneladas e mede um metro e oitenta centímetros de diâmetro. Os demais ocupam a torre esquerda e são menores em comparação ao que fica sozinho. São considerados uns dos maiores ícones que representam a Basílica Santuário de Nazaré e podem executar canções como “Noite Feliz”, o Hino Nacional Brasileiro e o mais conhecido “Vós Sois o Lírio Mimoso”, este último, quando toca nos seus horários fixos de 6h, 12h e 18h, emociona os fiéis que anseiam pela chegada da Grande Festa da Rainha da Amazônia.

Os sinos foram eletrificados em 1966 e segundo o Padre Giovanni Maria Incampo, o Padre Paolo Maria Grossi Catel (em memória) era quem cuidava atenciosamente dos sinos, pois quando jovem formou-se em engenharia elétrica, e sempre se dedicava a ajustar os horários dos quatro relógios que existem nas torres, tudo para que as pessoas soubessem a hora exata e não se atrasassem para os seus compromissos.

Foram produzidos pela empresa italiana Barigozzi e abençoados em 1930, por Dom Irineu Joffily. Segundo registros de livros sobre a história da construção da Basílica, os sinos foram consagrados no dia 15 de junho de 1930.

Cada sino tem a imagem e o nome de um padroeiro, simbolizados em cada nota musical:

LÁ: São José

MI: Sagrado Coração de Jesus

RÉ: Imaculada Conceição

FÁ: São Miguel

SOL: São Gabriel

SI: São Joaquim

DÓ: Sant´Ana

RÉ: Santa Rosa de Lima

RÉ: Santa Isabel

Estas e outras manutenções só são possíveis graças a colaboração de centenas de devotos de Nossa Senhora de Nazaré. Faça parte, colabore com a Casa da Mãe de Nazaré faça sua doação online clicando aqui ou através de transferência bancária. Confira os dados:

Obras Sociais da Paróquia de Nazaré – CNPJ 04.746.442/0001-32

• Banco SICOOB (756), Agência 4609 / Conta Corrente: 3.156-9

• Banco Bradesco (237) Agência 2398-1 / Conta Corrente: 3-5

• Banco do Brasil (001), Agência: 1686-1 / Conta Corrente: 122005-5

• Caixa Econômica Federal (104), Agência 0820 / Conta Corrente: 501-3

 

Texto e fotos: Aline Andrade – ASCOM Basílica Santuário de Nazaré

 

Faça a sua doação

Para a modernização dos equipamentos de transmisão da SANTA MISSA

Share This